quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sete dias inesquecíveis

Numa manhã de terça – feira, minha mãe foi a Fortaleza para visitar meu tio doente, pois ele tinha tido um AVC, esta doença o deixou paralisado do lado direito, ficando sem a fala, apenas fazendo gestos, e alguns dias antes, estava sentindo algumas dores bem fortes na barriga, sendo que a própria família não o levara para o médico pensando que isso não ser nada demais.
Quando minha mãe chegou, para minha surpresa, trouxe junto o meu tio e meu primo - que era estressado e só tinha vindo para curtir as férias - e não para cuidar do seu próprio pai conosco. Quando o vi naquele estado, me bateu um desânimo total, pensei bem e tirei a conclusão que não deveria ficar assim, pois ele precisava que cuidados especiais e de muito carinho.  No dia seguinte, minha mãe se encarregou de levá-lo ao hospital, ainda tínhamos esperanças acerca de sua recuperação. O médico o examinou e indicou vários medicamentos, algumas precauções e outros clínicos especializados na área para cuidar de sua doença.
Cuidamos dele com muita atenção e meu primo não dava a mínima importância a isso. Sempre que não entendíamos o que ele tentava nos dizer, ficávamos tensos, mas mesmo assim fazíamos um esforço enorme para entendê-lo e para atendermos seu pedido.
Já fazia alguns dias e, a cada dia gostava mais e mais de estar conosco, percebíamos isso quando falávamos que iria voltar para sua casa e ele ficava triste, até chorava. Sempre dizíamos isso apenas para ver sua reação.
Passaram-se sete dias, até que no domingo, sem ao menos esperarmos, chegou todos os filhos dele, genros e sua esposa para visitá-lo e levá-lo embora. Ele já estava bem melhor das dores e estava tomando os remédios indicados. À noite, na despedida, todos ficaram emocionados, principalmente minha mãe e eu que cuidamos dele o tempo todo, pois ele nos pedia - através de gestos - para não chorarmos porque ele voltaria.
Ainda mantemos contato através de telefone, mas a saudade de vê-lo novamente é enorme.

 M.S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário